Profissões que estão em alta em meio a pandemia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print
Compartilhe esse texto !
Algumas profissões tiveram aumento de demanda durante o período de quarentena. Vamos conversar sobre algumas nesse texto.
Algumas profissões tiveram aumento de demanda durante o período de quarentena.

A pandemia do coronavírus nos impôs uma nova realidade, com a ordem para comércios e demais serviços não essenciais fecharem na maioria do país, os trabalhadores tiveram que, às pressas, se reinventar para sobreviver, infelizmente, grande parte da população não estava preparada para esse “banque”, diferente do que acontece nos países desenvolvidos, que já vivem mais amplamente uma revolução tecnológica e uma inclusão digital mais plena.

Confira abaixo algumas profissões, inclusive sem carteira assinada, que ganharam força durante esse período de quarentena:

Divulgador Digital

(Foto: Marina Silva/ CORREIO)

A profissão de divulgador digital ganhou força nas ultimas semana, inclusive com divulgação massiva na mídia tradicional por lojas como por exemplo a Magazine Luiza que passou a divulgar mais amplamente o Parceiro Magalu, um programa onde você vende os produtos da loja e ganha uma comissão por cada venda.

Muitas outras grandes plataformas tem programas parecidos onde você pode fazer esse trabalho sem sair de casa.

Atendimento ao Cliente

Imagem: Divulgação.

Segundo o site Glassdoor, as vagas para o setor de atendimento ao cliente cresceram consideravelmente nesse período de quarentena, com a população em casa, consumindo produtos e serviços, cada vez se torna mais necessário pessoas que atendam essa demanda, sobretudo via chat, redes sociais, e-mail e app stores.

Logística

Imagem: Divulgação.

Com as pessoas em casa, cresce a necessidade de fazer chegar nos mercados e demais serviços essenciais os produtos para abastecer os lares brasileiros, segundo o site Glassdoor, as vagas de auxiliar de logística também tiveram um aumento.

Mercados, farmácias e área da saúde

Imagem: Divulgação.

São os serviços essenciais, os heróis que tem que ir para as ruas enquanto a maioria da população precisa ficar em casa, crescem cada vez mais o anuncio de vagas temporárias para essas categorias, sobretudo para alta demanda, a Rede Carrefour, por exemplo, está com vagas temporárias abertas para todo o Brasil, os interessados devem procurar o site deles na 99 jobs.

É muito importante frisar que essas vagas contemplam quem não está nos grupos de risco determinados pelas autoridades de saúde, uma vez que terão contato direto com produtos e pessoas.

Motoboys, entregadores e lojas virtuais

Imagem: Divulgação.

Como os comércios físicos não estão podendo funcionar em sua normalidade, a saída é migrar para o digital ! Plataformas como Mercado Livre, Uber Eats e Ifood tiveram um aumento notável de vendedores migrando para suas plataformas e colocando seu negócio online. Infelizmente, nem todos sabem dominar essas ferramentas e essa saída não é acessível (Na pratica) para todos, claramente faltou um trabalho na nossa sociedade de inclusão e educação digital, sobretudo em São Gonçalo.

Com a explosão dos comércios nas plataformas e aplicativos, e as pessoas em casa, os serviços de entregas também cresceram em demanda, mesmo com todas as reclamações por parte desses profissionais, falta de direitos trabalhistas e informalidade.

Luciano Roberto

Luciano Roberto

Meu nome é Luciano Roberto, cria do Alcântara, tenho 29 anos, sou pessoa com deficiência física, bacharel/profissional de Sistemas de informação e pré-candidato a vereador em São Gonçalo/RJ.

Deixe seu comentário !

Sobre mim

Luciano Roberto

Meu nome é Luciano Roberto, cria do Alcântara, tenho 29 anos, sou pessoa com deficiência física, bacharel/profissional de Sistemas de informação e pré-candidato a vereador em São Gonçalo/RJ.

Últimos Textos

Curta minha página

Meu último vídeo

Copyright©2020 Luciano Roberto. Todos os direitos reservados.