“Lockdown” pra quem ?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print
Compartilhe esse texto !
Enquanto os governos deixam o povo passando fome, medidas ficam mais rígidas. Qual é sua opinião ?

Enquanto temos um governo federal que deixa o povo sofrendo nas filas da Caixa Econômica Federal, um governo estadual de pires nas mãos, com hospitais de campanha atrasados, denuncias graves de desvios, também temos um governo municipal que além de denuncias, não consegue por em prática nenhuma ajuda ao trabalhador que precisar ficar em casa nesse período.

Lockdown

Foto: Prefeitura de São Gonçalo

Nos primeiros dias do chamado “Lockdown” em São Gonçalo, segundo alguns transeuntes, a prefeitura preferiu adotar uma postura mais de instrução do que de punição propriamente dita, a prefeitura montou bloqueio em alguns pontos do meu bairro, Alcântara e do centro da cidade, mas ela não proíbe ninguém de circular, ela só aconselha a quem não estiver em atividade essencial, a ir pra casa.

A medida não se trata então de um “lockdown” como nos outros países, onde a população é realmente obrigada a ficar em casa, mas de um trabalho que já deveria estar sendo feito desde o inicio da pandemia: instruir a população.

População Abandonada

Foto: Divulgação

No meio dessas medidas mais restritivas, muitos chefes de família continuam se perguntando como se manter em quarentena, as contas não param de chegar e a comida precisa ir pra mesa, na pratica as pessoas estão sendo obrigadas a escolher: Ou se arrisca a pegar o vírus nas ruas ou fica com fome. E assim, não há quarentena que resista. É missão dos governos retornar o dinheiro dos impostos pra quem está precisando nesse momento, é nosso dinheiro, não é favor.

O governo federal disponibilizou um auxilio de 600 reais, porém, se enrola pra fazer ele chegar a quem realmente precisa, gerando filas nas agências da Caixa, os governos do estado e do município nem se coçar pra tentar ajudar quem precisa nesse momento, o que é fundamental para as pessoas ficarem em casa e a curva de casos “achatar”.

Até o momento que escrevi esse texto, segundo a prefeitura, São Gonçalo tinha 4728 casos suspeitos de coronavírus, sendo 492 confirmados, 74 curados e 65 mortos, já segundo o registro civil, que é quem reúne os dados dos cartórios, são 93 mortos no nosso município por covid-19.

Entrei com uma representação na prefeitura e no ministério público solicitando um auxilio para trabalhadores informais por parte da prefeitura que complemente os 600 reais do governo federal.

Entendendo que é missão do município assistir que está desamparado nesse momento, segundo a sua própria lei orgânica, entrei com uma representação na prefeitura solicitando que os trabalhadores informais tivessem uma ajuda do governo municipal, seja em cestas básicas, seja em dinheiro, para complementar os 600 reais do governo federal, até onde vi a representação chegou ao gabinete do prefeito, mas não teve nenhuma resposta ainda.

Dada essa demora, também protocolei essa representação no ministério publico estadual, que atua no interesse público, porém, também se arrasta a tramitação lá.

Deixo abaixo os protocolos para consulta:

Protocolo representação na prefeitura: 691526 – Senha: 8y30d9nu

Protocolo representação no ministério público: 17005 – Senha: e2fcae88

Luciano Roberto

Luciano Roberto

Meu nome é Luciano Roberto, cria do Alcântara, tenho 29 anos, sou pessoa com deficiência física, bacharel/profissional de Sistemas de informação e pré-candidato a vereador em São Gonçalo/RJ.

Deixe seu comentário !

Sobre mim

Luciano Roberto

Meu nome é Luciano Roberto, cria do Alcântara, tenho 29 anos, sou pessoa com deficiência física, bacharel/profissional de Sistemas de informação e pré-candidato a vereador em São Gonçalo/RJ.

Últimos Textos

Curta minha página

Meu último vídeo

Copyright©2020 Luciano Roberto. Todos os direitos reservados.