São Gonçalo pede socorro

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print
Compartilhe esse texto !
Nossa cidade sangra em meio a pandemia.

Eu fiz uma pergunta outro dia aqui no site: “Lockdown pra quem?”, porque eu tenho amigos camelôs, que  há mais  de dois meses estão sem poder trabalhar, mas também sem nenhum auxílio por parte da prefeitura. E há muitos gonçalenses nessa situação, lutando pela sobrevivência e sem nenhuma ajuda do poder municipal. E aí deixo aqui uma pergunta : O que a prefeitura pretende fazer? 

Ao invés estarmos vendo ações da prefeitura para combater o coronavírus e garantir o bem estar do povo de São Gonçalo, o que vimos até agora foram denúncias,  como a de superfaturamento na compra de Álcool em gel, e a da nomeação do sobrinho do prefeito para o cargo de secretário do meio ambiente. Às vezes a impressão que temos, é que a prefeitura não tem o mínimo de compaixão com o povo povo gonçalense, mas o que acredito que esteja acontecendo é o resultado de uma péssima gestão do município que se tornou ainda pior durante essa pandemia.

Mais uma vez o nosso povo parece lutar sozinho, com as poucas ferramentas que nos restam. Eu estou vendo ações comunitárias, de pessoas bem intencionadas, como a do movimento que eu faço parte, o Alcântara que queremos.  E estas pessoas estão todas de parabéns! Mas o papel principal tem que ser do poder público, a prefeitura tem que se preocupar em agir… Criar formas de garantir a segurança do povo gonçalense, e gerar mecanismos para garantir a sobrevivência dessas pessoas que estão impedidas de trabalhar, seja um auxílio emergencial municipal ou a entrega de cestas básicas.

Um exemplo da ineficiência dessa gestão, é que a Prefeitura esperou até o dia 26/05 para emitir um decreto (N°127/2020) sobre a distribuição de cestas básicas aos alunos da rede pública, dois meses depois de ter declarado estado de emergência no dia 16/03. A população não pode esperar tanto! Será que o prefeito não se preocupa com as famílias gonçalenses? Será que aqueles que estão sem ter o que comer em casa, indo pra fila da caixa econômica de madrugada, não merecem um auxílio da prefeitura? 

Na semana passada ainda tivemos o caso do sumiço dos dados sobre casos suspeitos no boletim da prefeitura, 1157 casos simplesmente desapareceram, demonstrando a incapacidade da prefeitura até na hora de publicar dados oficiais.

Entendo o tamanho da crise a que passamos, e a dificuldade de gerir uma cidade como São Gonçalo, mas fica evidente que a prefeitura na gestão Nanci-Pericar não avançou em nada em termos de qualidade da gestão pública. A prefeitura parece inerte em relação às demandas da cidade, o prefeito demonstra ser incapaz até mesmo de reunir a câmara da cidade para discutir um plano de emergência  que englobe as diferentes necessidades da população.

Enquanto isso, o povo gonçalense continua a sangrando economicamente e socialmente em meio a pandemia.

Luciano Roberto

Luciano Roberto

Meu nome é Luciano Roberto, cria do Alcântara, tenho 29 anos, sou pessoa com deficiência física, bacharel/profissional de Sistemas de informação e pré-candidato a vereador em São Gonçalo/RJ.

Deixe seu comentário !

Sobre mim

Luciano Roberto

Meu nome é Luciano Roberto, cria do Alcântara, tenho 29 anos, sou pessoa com deficiência física, bacharel/profissional de Sistemas de informação e pré-candidato a vereador em São Gonçalo/RJ.

Últimos Textos

Curta minha página

Meu último vídeo

Para receber minhas novidades

Pré-campanha Luciano Roberto 2020