Em São Gonçalo não tem Coronavírus!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print
Compartilhe esse texto !
Dando uma volta pelo meu bairro, o movimento parece normal, como se nada estivesse acontecendo.

Ontem eu tive que ir no Alcântara para ajudar a fazer a manutenção da “pia do bem” e também comprar algumas coisas para o aniversário da minha mãe, fazia tempo que não ia para o centro do meu bairro, dado o isolamento social que nos foi imposto pela pandemia do novo coronavírus, chegando lá, pra minha surpresa, vi um movimento de quase normalidade.

Foto que tirei em baixo do viaduto.

A guarda municipal colocou uma grades, tem até um pessoal lá, mas não param mais ninguém, os camelôs aos poucos se espalham novamente pelo bairro, as lojas também reabrem e as pessoas continuam se aglomerando, como sempre foi o Alcântara.

Mas será que já podemos fazer isso? Será que nossa curva de infectados já baixou o suficiente para reabrirmos as coisas desse jeito?

Foto da altura do prédio do relógio, guarda municipal ao fundo.

Segundo dados da própria prefeitura, no dia 29/05 tínhamos: 8014 casos suspeitos, 1471 confirmados, 642 descartados, 224 curados e 171 óbitos confirmados.

No dia 01/06 tínhamos: 8049 casos suspeitos, 1700 confirmados, 642 descartados, 274 curados e 199 óbitos confirmados.

E no ultimo boletim antes de eu pulicar esse texto, no dia 02/06 tínhamos: 8523 casos suspeitos, 1800 confirmados, 650 descartados, 302 curados e 214 óbitos confirmados.

Isso porque nem estamos olhando os dados do registro civil, que contabiliza as mortes por coronavírus que deram entrada nos cartórios, lá o número de mortes é bem maior.

Foto da rua ao lado do Extra. Muita gente nas ruas.

Não acredito que essa aglomeração seja somente culpa das pessoas, temos um poder público que não dá exemplo na administração da crise, em nenhum momento ofereceu aos trabalhadores formais e informais condições de se manterem em casa, nem foi capaz de fazer um “lockdown” descente na cidade.

Somente nós próximos meses vamos ver os reflexos disso tudo em nossa cidade, principalmente na saúde pública e na economia.

Venho cobrando das autoridades que ajudem os trabalhadores nesse momento, além de expor a inexatidão dos dados e a subnotificação, confira os vídeos abaixo:

Entre com uma representação na prefeitura e posteriormente no ministério público para que trabalhadores informais tenham direito a algum auxilio da prefeitura.
Prefeitura sumiu com dados de suspeitos e não deu nenhuma explicação.
Fui cobrar o hospital de campanha do Mauá e também questionei sobre o piscinão de SG, um espaço do governo do estado que está vazio e abandonado.
Luciano Roberto

Luciano Roberto

Meu nome é Luciano Roberto, cria do Alcântara, tenho 29 anos, sou pessoa com deficiência física, bacharel/profissional de Sistemas de informação e pré-candidato a vereador em São Gonçalo/RJ.

Deixe seu comentário !

Sobre mim

Luciano Roberto

Meu nome é Luciano Roberto, cria do Alcântara, tenho 29 anos, sou pessoa com deficiência física, bacharel/profissional de Sistemas de informação e pré-candidato a vereador em São Gonçalo/RJ.

Últimos Textos

Curta minha página

Meu último vídeo

Para receber minhas novidades

Pré-campanha Luciano Roberto 2020